Edilson pede investigação sobre possíveis ‘pedaladas’ de Paulo Câmara

pedaladas-paulo-camara
Mais R$ 2,8 bilhões em anulações de empenhos liquidados do orçamento de 2015. O montante que o mandato do deputado Edilson Silva identificou representa mais de 10% de todo as despesas do Estado naquele ano. Foi por isso que Edilson protocolou um pedido de investigação e auditoria especial das Finanças junto ao Presidente do Tribunal de Contas de Pernambuco, Conselheiro Carlos Porto.

Só no Fundo Financeiro de Aposentadoria e Pensão dos Servidores de Pernambuco, identificamos o cancelamento de empenhos já liquidados na ordem de R$ 640 milhões. No Fundo Estadual de Saúde, por exemplo, encontramos mais de R$ R$ 483 milhões de empenhos liquidados e cancelados posteriormente. “Empenho liquidado” é quando a Administração Púbica garante que um recurso está disponível no orçamento e reconhece que ele deve ser pago. Os exemplos que citamos são apenas alguns dos vários problemas que encontramos dentro de um total de R$ 2,88 bilhões.

O caso é gravíssimo e precisa ser investigado pelos órgãos de controle. Caso fiquem comprovadas que as “pedaladas” serviram para burlar a Lei de Responsabilidade Fiscal, o governador Paulo Câmara tem que ser responsabilizado e convocado a dar explicações. Nós estamos atentos e vamos cobrar.

#MandatoNecessário

Leia mais no JC: http://bit.ly/2qVuc4s

Compartilhe

Comentário